Por que estudar a Magia Divina?


O estudo da Magia Divina começou em 1999 e até hoje já iniciou dezenas de milhares de pessoas, que passaram a ter nos seus graus recursos imagísticos, inimaginados por elas.

Desde seu inicio a Magia Divina surpreendeu a todos pela sua praticidade e objetividade no desencadeamento de ações magicas em beneficio das pessoas necessitadas.

Eu tenho estimulado o estudo dela porque conheço seus resultados benéficos!

Entre as milhares de pessoas que se iniciaram nela, centenas já se tornaram magos iniciadores e hoje iniciam outras pessoas, criando uma corrente de transmissão de iniciações.

Às pessoas que desconhecem a Magia Divina ou não tiveram a oportunidade de se iniciar nela, afirmo-lhes que iniciar-se é graduar-se diante de Deus e de Suas Divindades- mistérios, para melhor servi-lo aqui na terra, prestando aos seus semelhantes um auxilio inestimável, porque todos somos necessitados, em algum momento, do auxilio da magia, seja ela de fundo religioso ou puramente magico.

Nas religiões, alguns de seus rituais são mágicos, ainda que não sejam entendidos como tal devido todo um cerimonial que reveste esses rituais mágicos.

Não que isto seja errado, e sim, é indispensável para que seus seguidores sejam ajudados de uma forma mais rápida, porque tudo que é gerado de forma negativa pelos seres humanos, por eles deverá ser reparado ou anulado. E isto é o campo da Magia Divina, que nos auxilia na solução desses desequilíbrios, tipicamente humanos.

A experiência de tantos anos de ensino da Magia Divina nos mostrou que os que nela se iniciam desenvolvem uma compreensão melhor sobre o mundo espiritual, também conhecido como sobrenatural. Fato esse que anulam em seus íntimos muitos dos temores sobre o outro lado da vida.

Mas, além disso, as pessoas que se iniciam desenvolvem alguns poderes que as habilitam a auxiliar seus semelhantes, independente da religião que seguem, porque a Magia Divina não interfere na crença religiosa dos que nela se iniciam.

Esses poderes são adquiridos durante as suas iniciações e tornam-se parte do poder pessoal do iniciado, fato esse que o gradua e o habilita a prestar o auxilio aos necessitados onde quer que se encontre, sem outras necessidades além dos poderes adquiridos.

A Magia Divina não abre para os que nela se iniciam o lado sombrio ou negativo do submundo astral e, por isso, não tem aplicação destrutiva ou prejudicial a ninguém, podendo ser iniciado nela todas as pessoas que gostam de ajudar seus semelhantes.

O ditado popular que diz isto: -“Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos!” é verdadeiro, assim como também o é o que nos revela que, para servirmos Deus, temos que nos preparar e nos aprimorar nos seus mistérios divinos, capacitando-nos para sermos seus instrumentos aqui na Terra ou depois, no Plano espiritual.

Conceda a si um momento de desenvolvimento do seu poder pessoal, poder este que, com o tempo se transformará em um dom pessoal, o qual fluirá naturalmente através do seu pensamento e da sua boa vontade em semear o bem onde a sua semeadura se fizer necessária.


Fonte: Texto de Rubens Saraceni