Orixás


Senhores das 7 Linhas de Umbanda

Cada um desses Sentidos da Vida se divide então em duas metades, formando pares de Orixás – um com energia positiva (+) e outro com energia negativa (-).

O Orixá positivo é irradiante como um Sol, doando ao Universo tudo aquilo que é bom, belo e harmonioso permanentemente.

O Orixá negativo é absorvente como os buracos negros no espaço, e absorve e paralisa no Universo tudo aquilo que é ruim, desequilibrado e prejudicial.

Na Umbanda Sagrada, esses Orixás são denominados como seguem:

  • Fé:: Oxalá (+) e Logunã (-), que representam o Espaço e o Tempo.
  • Amor::  Oxumarê (-) e Oxum (+), que representam a Renovação e o Amor.
  • Conhecimento::  Oxóssi (+) e Obá (-), que representam a Expansão e a Consolidação do Saber.
  • Justiça:: Xangô (+) e Oroiná (-), que Regulam a aplicação da Lei e da Justiça Divinas.
  • Lei:: Ogum (+) e Yansã (-), que Ordenam e Dirigem a vida no Universo.
  • Evolução:: Obaluayê (+) e Nanã Buruquê (-), que Curam a alma e Decantam as emoções promovendo a Evolução.
  • Geração:: Omolu (-) e Yemanjá (+), que regem sobre a Morte e a Vida.

Os Orixás são energia pura, mas na Umbanda nós os representamos através de imagens para facilitar nossa conexão mental com eles. O Umbandista não
adora imagens, mas sim o Poder e os Mistérios dos Orixás representados por elas.Umbanda para Crianças – Casa do Pai Benedito.

Fonte: Texto de Sarah Siqueira